Marketing para psicólogos – saiba tudo sobre!

Antes de entrar no mercado, saiba agora como o curso marketing para psicólogos pode te ajudar a conquistar mais clientes, mercado e lucro!

Você é um psicólogo e apesar de todos os esforços não entende porque o seu consultório vive vazio? Por mais que sua formação seja boa e continue se empenhando na educação continuada o lucro esperado não vem? Já passa até pela sua cabeça mudar de ramo porque o insucesso parece ser inevitável?

Então chegou a hora de você conhece um programa que poderá resolver todos os seus problemas: o Marketing para Psicólogos. Pois certamente ele corresponderá aos seus melhores sonhos na carreira que abraçou.

Alguma vez você já escutou nos grupos de psicólogos que frequenta a respeito do Marketing para Psicólogos? Sabe ou tem ideia do que se trata? Tem alguma noção de como tal programa pode ser uma espécie de divisor de águas entre o antes e o depois? Então dê uma oportunidade para essa informação e prossiga com a leitura!

Para facilitar a compreensão desse assunto, optamos por dividir o texto a partir dos seguintes tópicos:

  • Por que não devo aguardar para tomar uma atitude?
  • Marketing para Psicólogos, o que é em si?
  • Vale a pena investir tempo e dinheiro no Marketing para Psicólogos?

Por que não devo aguardar para tomar uma atitude?

 Porque enquanto você pensa naquilo que deve ou não fazer, outros psicólogos mais ousados e determinados tomam sua frente e, numa atitude que hoje chamamos de pró-ativa, dão uma oportunidade para novas experiências e largam na frente, preenchendo espaços e ocupando uma fatia  do mercado bem maior.

Entenda melhor como funciona o programa e tenha uma iniciativa o quanto antes.

Marketing para psicólogos, o que é em si?

marketing para psicólogos

O Marketing para psicólogos é um curso muito bem feito e planejado para que você finalmente tenha sucesso na sua área de vocação, na área que por amor resolveu abraçar e ter muitos clientes.

Seu criador chama-se Bruno Rodrigues, que através da sua larga experiência profissional, desenvolveu um sistema extremamente eficiente para que seja um psicólogo respeitado não só entre seus muitos clientes, mas também entre os seus colegas de trabalho.

Esse sistema envolve técnicas revolucionárias, aprendidas pelo Bruno durante mais de 16 anos de atividades e que envolvem: como desenvolver e trabalhar de forma eficaz a questão do empreendedorismo virtual, o que fazer para lidar de forma correta com as diferentes variantes dos relacionamentos amorosos (insegurança afetiva por exemplo) e qual o caminho que deve ser percorrido para o perfeito entendimento do chamado autoconhecimento. E muito mais!

Assim, com acesso a vídeo aulas incríveis e de fácil compreensão, o próprio aluno poderá montar o seu esquema de aulas no seu tempo disponível e no conforto do seu lar.

Vale a pena investir tempo e dinheiro no Marketing para Psicólogos? 

Todos os profissionais que já passaram pelo curso praticamente são unânimes em dizer que o curso é muito bom e que alavancou suas carreiras como da água para o vinho. E isso pode ser confirmado dentro do próprio site do mesmo, onde é possível ver depoimentos de profissionais nesse sentido.

Outro aspecto é a questão do investimento, pois com um valor muito em conta você poderá ter acesso a um material de altíssimo nível, que dará novo rumo em sua carreira, possibilitando que ganhe muito dinheiro!

Além disso tudo, o programa irá te ajudar a definir as melhores estratégias de Marketing para Psicólogos. O site é muito bem estruturado em que o aluno terá todo o respaldo que precisar antes e durante o curso.

Ou seja, vale muito apenas adquirir o curso em questão!

 

Infertilidade Masculina, como tratar?

A infertilidade conjugal é uma doença definida pela OMS como a ausência de gravidez após 1 ano de relação sexual sem contracepção, que afeta 15% dos casais e é caracterizada por causas femininas e masculinas. A porcentagem de fatores masculinos e femininos é igual e em torno de 40%.

Infertilidade masculina

Quais exames devem ser feitos para diagnosticar a infertilidade masculina?

Como a definição é clínica e depende de um período experimental, saberemos que, após 12 meses se o casal é infértil,. Em alguns casos, o diagnóstico é dado pela análise seminal (espermatozóide) em casos de azoospermia (sem espermatozóides no ejaculado), não há necessidade de esperar 12 meses para tentar. Condições pré-existentes que causam infertilidade não precisam esperar 12 meses para o diagnóstico.

“(…) homens com infertilidade conjugal, deve fazer exames como: varicocele clínico (exame físico), análise espermática anormal (espermatozóide), aumento da fragmentação do DNA do espermatozóide ou testosterona em baixas doses são o tratamento cirúrgico de primeira escolha”

Dra. Amanda
Medicina Reprodutiva, Ginecologia e Obstetrícia em São Paulo

Como tratar a infertilidade masculina?

O tratamento depende da causa da infertilidade, apos a causa se tornar conhecida, o tratamento pode ser, tratamento clínico ou cirúrgico, com resultados, médico e paciente entra em consenso qual a melhor forma de tratamento.

Tratamento cirúrgico

1 º Varicocele

Para homens com infertilidade conjugal, varicocele clínico (exame físico), análise espermática alterada (sêmen), aumento da fragmentação do DNA do espermatozóide ou testosterona em baixas doses, eles são o tratamento cirúrgico de primeira escolha, subinguinal e microcirúrgico.

2º Vasectomia

Homens vasectomizados que querem ter filhos novamente têm reversão de vasectomia como primeira opção de tratamento. É importante ressaltar que a vasectomia no tempo não é uma indicação de reversão do fator limitante e a avaliação do casal é essencial para uma indicação segura, porque se houver falha ovariana ou bloqueio tubário, precisamos mudar a opção.

3º Ressecção do canal ejaculatório

O bloqueio dos ductos ejaculatórios é um evento raro e provoca diferentes, mas pode ser tratado com a cirurgia endoscópica dos ductos descolantes realizada pela uretra.

Tratamento clínico

Nesta opção, nas infecções genitais, aparelho de disfunção hormonal e ejaculação retrógrada, que são tratados com medicamentos específicos para cada caso.

Tratamento com a fertilização assistida

No caso em que uma infecção ocorre pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV / AIDS), deve-se notar que, por exemplo).

Nós temos dois grupos de tratamento:

1º Baixa complexidade

Inseminação Intra-Uterina (IIU)

2 ºAlta complexidade

Fertilização convencional “in vitro” (FIV)

Injeção Intracitoplasmática de Espermatozóides (ICSI)

Qual é a diferença entre IUI, FIV e ICSI?

Fertilização ocorre IUI dentro do corpo da mãe, sem a necessidade de remover o óvulo do ovário. A IUI é baseada na estimulação ovariana com citrato de clomifeno ou gonadotrofina para desenvolver até três ovos contando ambos os ovários. O desenvolvimento dos ovos é monitorizado e, num momento apropriado, os espermatozóides são preparados no laboratório para separar os espermatozóides activos e injetar o tratamento no útero com espermatozóides especiais.

Na fertilização in vitro e ICSI, também fazemos estimulação ovariana, mas intensidade mais forte para que mais ovos se desenvolvam nos ovários. Acompanhamos o desenvolvimento dos ovos e em um dado momento o paciente é levado à clínica para ser submetido a uma punção de oócitos. Essa remoção dos ovos é feita sob sedação e guiada por ultra-som. Depois de serem removidos, os ovos vão para a manipulação do gameta do laboratório e é aí que ocorre a fertilização e a cultura do embrião. Após 3 ou 5 dias de cultura, os embriões são transferidos para o útero por um cateter de transferência.

É assim que a medicina ajuda os casais inférteis a engravidar. Questões? Converse com seu urologista.

 

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Scroll To Top